Imagem não carregada
.

ou entre com sua conta (em breve)

Participe gratuitamente da nossa comunidade.

Fechar

Cadastrar pelo Facebook (em breve)

    Cadastre-se, é grátis!

  • Envie suas receitas para o site.
  • Crie uma coleção de receitas no seu livro virtual.
  • Você pode deixar seu comentários nas receitas.
  • Troque suas experiências na cozinha. Tire suas dúvidas.

Entrar no Receita de Vovó.

Fechar

Entrar pelo Facebook (em breve)

Será enviada uma nova senha.

Fechar

Dicas

Congelamento de pratos prontos Mais

Descobrir as vantagens do congelamento de pratos prontos é uma experiência fascinante levando uma nova dimensão de conforto para o lar. E para que sejam obtidos os melhores resultados com essa modalidade de congelamento, basta que sejam observados os seguintes critérios:
•    Cozinhar os alimentos por menos espaço de tempo do que o convencional, pois o processo amacia os alimentos. Usar também menos sal e temperos que são realçados durante o congelamento, assim como próprio sabor do prato.
•    Quando um alimento estiver pronto deve ser resfriado rapidamente mergulhando-se a panela em água com gelo. Isso interrompe o processo de cozimento e preserva os valores alimentícios e o sabor.
•    Usar recipientes que possibilitam retirar do freezer a quantidade ideal para cada refeição. Assim são evitados os desperdícios, inclusive porque um prato descongelado não volta ao freezer.
•    Os recipientes plásticos rígidos com tampa são os mais práticos para os pratos prontos. É importante deixar espaço entre o alimento e a tampa, bem como extrair todo ar, etiquetar e levar ao refrigerador até que esfriem completamente para então iniciar o congelamento.
•    Para descongelamento rápido é ideal ir direto ao fogo, ao forno ou ao microoondas (utilizar o recipiente plástico somente no micro-ondas).
•    Consumir o alimento até 24 horas após o descongelamento, exceto no caso dos frutos do mar que devem ser levados à mesa até 12 horas depois de descongelados.


Preparação específica dos principais pratos


Tortas salgadas – usar farinha de trigo em lugar da maisena para engrossar; deixar esfriar em temperatura ambiente antes de embalar; descongelar em temperatura ambiente ou no refrigerador; em caso de pressa, envolver em folhas de alumínio e levar ao forno ou micro-ondas envolto em toalha de papel

Sopas – cozinhar primeiro a carne com os temperos, acrescentar os legumes e por último o macarrão que deve ferver por 3 minutos no máximo; descongelar no refrigerador ou em panela de pressão com 5 colheres se sopa de água.

Assados – resfriar antes de secar o molho e embalar o assado inteiro e o molho em recipientes herméticos ou o assado fatiado junto com o molho; descongelar e envolver em folhas de alumínio e levar ao forno ou micro-ondas envolto em toalha de papel.
Obs: As aves não devem ser congeladas com recheio

Molhos – o ideal é preparar em grandes quantidades, embalando em recipientes herméticos com margem para expansão (não usar embalagens de alumínio); descongelar no refrigerador ou em panela de pressão para não secar

Strogonoff – refogar a carne com os temperos sem colocar os creme de leite e embalar. Descongelar em panela de pressão com 5 colheres de água, adicionando o creme de leite quando estiver fervendo .

Arroz - usar 1 xícara e meia de água para cada xícara de arroz, refogando com temperos; resfriar e embalar em porções. Descongelar em panela de banho-maria (cuscuzeira) de forma que o vapor penetre no arroz

Purê de batatas - amassar a batata ainda quente e acrescentar a manteiga; resfriar e embalar. Descongelar embalado em banho-maria, acrescentando em seguida o leite e o sal ou em micro-ondas.

Caldos – preparar os caldos concentrados, guardando em formas de gelo. Depois de congelados, reembalar em saco plástico.

Cuscuz – não usar ovos no preparo; embalar em recipientes plásticos rígidos. Descongelar em panela de banho-maria (cuscuzeira) de forma que o vapor penetre. Decorar depois de descongelado.

Feijão - preparar normalmente sem deixar que os grãos amoleçam muito; resfriar e embalar. Descongelar colocando um pouco de água fria e o feijão congelado numa panela de pressão, abrindo quando formar pressão; ferver um pouco se desejar caldo mais espesso.
Obs: O mesmo procedimento se aplica à feijoada, lentilha, grão de bico, etc.

Panqueca – congelar recheadas, com molho ou só os discos separados por folhas de plásticos e embaladas num recipientes herméticos. Descongelar as panquecas recheadas no forno em papel toalha e os discos em temperatura ambiente.

Lasanhas – podem ser congeladas prontas ou não

Canelone, Raviole e Capeleti – Podem ser congelados prontos ou não

Suflê – pode ser congelado pronto, embora perca sua textura original ao descongelar.

Bife à Milanesa – Fritar em óleo novo, resfriar e embalar em folhas de alumínio ou papel aderente; descongelar no forno, inicialmente em temperatura baixa, aumentando após o descongelamento ou em micro-ondas.

Docinhos – brigadeirão, olho-de-sogra, beijinho, cajuzinho e outros devem ser congelados antes de embalar. Descongelar em temperatura ambiente ou no refrigerador. Doces caramelados não congelam, devendo receber o caramelo no dia que serão consumidos.
Sobremesas – mousses, tortas (inclusive ricota), quindin, papo-de-anjo, doces de frutas, pão-de-ló, bolachas, maria-mole e muitas outras sobremesas congelam perfeitamente.


Tempo de conservação


Pratos prontos, doces ou salgados ….................................... 3 meses
•    A programanção do cardápio facilita as compras e o preparo dos alimentos
•    Utilizar sempre o que estiver congelado há mais tempo
•    Não esquecer de etiquetar tudo, evitando a perda de alimentos por ultrapassagem do limite de tempo de conservação
•    É conveniente ter sempre no feezer os temperos utilizados mais frequentemente
•    Para transportar alimentos congelados usa-se caixa de isopor com blocos de gelo, feitos em caixa plásticas e embalados em sacos plásticos (colocar primeiro alimentos e em seguida os blocos).

Alimentos não apropriados para o congelamento
•    maionese
•    saldas cruas
•    gelatinas
•    claras em neve ou cozidas
•    cremes feitos a base de maisena
•    ovos cozidos
•    manjares
•    macarrão cozido sem molho
•    molho branco
•    queijos magros, ricota e brancos
•    batatas cozidas
•    creme de leite
•    pudins cremosos
•    legumes e verduras cruas (para saladas)
 

Orientações sobre congelamento de alimentos Mais

  1. Congele alimentos de qualidade, compre tudo fresquinho. Não adianta pensar que você vai congelar um alimento com problemas e que vai descongelar tudo em perfeitas condições.
  2. Escolha muito bem os recipientes para o congelamento, pense que esta será a "casa" de seu alimento e de sua família por um longo período de armazenamento, portanto deve ser perfeitamente vedado, inodoro e atóxico.
  3. Congele as porções do tamanho que vão ser consumidas. Existem vários tamanhos de recipientes para o congelamento, sabendo que você vai precisar optar de acordo com o tamanho de sua família e de sua geladeira.
  4. Lembre-se de que depois de descongelados, os alimentos não devem ser recongelados. Somente o alimento que estava cru poderá ser recongelado, mas deverá ser cozido e voltar ao freezer na forma de prato pronto.
  5. Não confie na memória, coloque etiquetas com o nome dos alimentos congelados e a data de vencimento. Anote em um caderno tudo que está congelado e a data de vencimento, procure usar o que vai vencer primeiro e risque aquilo que retirou do freezer.
  6. Organize melhor seu freezer, se ele for de um modelo com gavetas experimente guardar um tipo de alimento em cada gaveta: uma gaveta de lacticínios, uma gaveta de pratos prontos, uma gaveta de carnes cruas, uma para embutidos, etc. Fica muito mais fácil de localizar e a porta de seu freezer não ficará aberta muito tempo, economizando assim energia elétrica.
  7. Procure utilizar os alimentos dentro de sua validade, mas se acontecer de ter um alimento venncido não coloque fora, descongele e verifique através do cheiro, textura e paladar se eke ainda tem condições de consumo.
  8. A melhor maneira de aproveitar o seu freezer é fazer o seu alimento do dia-a-dia em uma quantidade maior, deixe esfriar, use uma parte na alimentação do dia e congele o restante. Assim você vai variar o cardápio da família e sempre terá alguma refeição pronta para aquela hora de correria.
  9. Aproveite as ofertas de preços e congele: frios fatiados, salsichas, linguiças, requeijão cremoso, pacotes de manteiga, queijo ralado, fermento para pão, feijão cru (para não criar bichinhos), macarrão fresco, biscoitos, salgadinhos, etc. Lembre da regra de armazenar sempre a porção que deseja descongelar.​
Aprenda a descongelar também

Saber descongelar os alimentos é tão importante quanto congelar, portanto escolha a melhor opção:
 
  1. Descongele os alimentos dentro da geladeira aos poucos, tire com antecedência de um dia o que sabe que vai usar no dia seguinte
  2. Em banho-maria, que acelera o descongelamento se ferir a estrutura do alimento
  3. No microondas que é o mais rápido e prático
  4. Durante o cozimento na panela

Congelamento e descongelamento de carnes Mais

Congelamento de carnes


Todos os tipos de carnes podem ser congelados , bem como os miúdo e os derivados. A carne ideal para congelar é a fresca, embora não seja aconselhável congelar carne de animal recém abatido. Está deverá permanecer de 24 a 48 horas no refrigerador antes de ir ao freezer. A carne que já tenha sido congelada crua, como a vendida nas épocas de entressafra, só pode ser recongelada sob forma de prato pronto.

Não se deve lavar e temperar a carne a ser congelada, apenas tirar os ossos e o excesso de gordura. A carne deve ser embalada sem ser dobrada, e em porções isoladas para cada refeição.

 

 PREPARAÇÂO


Bifes e Hamburgues

Congelar individualmente em um recipiente com plástico, colocando-os lada a lado, forrar novamente e colocar mais uma camada de bifes, cobrindo também com plástico, deixar no freezer por 3 horas e em seguida embalar todos juntos em um recipiente hermético, retirando-os conforme a necessidade.

Filé Mignon, Fígado e Lombo de Porco

Devem ser duplamente embalados

Demais carnes - embalar sempre hermeticamente.

 

Tabela de conservação


Carne bovina fresca ..........................................................................12 meses

Carne moída.........................................................................................3 meses

Carne de porco.....................................................................................6 meses

Bacon.....................................................................................................2 meses

Carneiro e coelho.................................................................................8 meses

Caça.......................................................................................................12 meses

Miúdos de bovino fresco ...................................................................3 meses

Hamburguers.......................................................................................3 meses

Linguiça e salsinha..............................................................................2 meses

Tender e presunto...............................................................................4 meses

Vitela......................................................................................................4 meses


 

DESCONGELAMENTO DE CARNES


O descongelamento ideal de carnes é efetuado no refrigerador de um dia para o outro. O melhor instrumento para o descongelamento são os fornos de microondas, mas se não for possível utilizar esse método, proceder conforme instruções abaixo (a carne não pode ser mergulhada em água ou lavada, pois perde suas propriedades).

Bifes e hamburguers

Podem ser fritos ainda congelados em fogo forte numa frigideira tampa deixando uma abertura para não cozinhar.

Lagarto, coxão mole, e demais carnes para assar

Levar ao forno envolvida em folha de alumínio até descongelar parcialmente, temperar e levar novamente ao forno para terminar de descongelar e assar. Carne de porco e aves devem ser totalmente descongeladas antes do preparo.

Coxão duro, músculo e demais carnes para sopas

Coloque a carne congelada diretamente em uma panela com água fria. tempere e deixe cozinhar.

Carne moída

Havendo necessidade de refogar, coloca-se em uma panela com temperos tampando após mexer com uma colher para não grudar (fogo baixo).

Salsicha

Colocar em uma panela com água fria em fogo baixo

Linguiça

Descongelar em uma panela com água e óleo, ao secar a água automaticamente terá início a fritura

Congelamento de peixes Mais

Os peixes para congelamento devem ser bem frescos ou já congelados (se descongelarem durante o transporte, só podem ser congelados sob forma de pratos prontos). O bacalhau pode ser congelado cru, retirando-se inicialmente todo o sal. Pode ser usado o processo de congelamento individual como no caso dos bifes.

TEMPO DE CONSERVAÇÃO

Peixe magro ….......6 meses                                                           Peixe gordo …..........3 meses

Descongelamento


Os peixes podem ser descongelados no refrigerador sob água corrente (ainda embalados) ou no forno , se forem para assar ( colocar rodelas de batata sob o peixe para que este não grude na assadeira).

Congelamento de pães, bolos, tortas e salgados Mais


É possível congelar a massa ou os pães prontos (não amanhecidos ), que readquirem suas características originais após o descongelamento.

Pão francês – embalar em recipientes herméticos, extraindo bem o ar; descongelar em temperatura ambiente ou em forno de micro-ondas envolto em papel toalha.

Pão de forma- embalar em recipientes herméticos de preferência em porções individuais.

Pão recheado – embalar em recipientes herméticos. Descongelar no forno envolvido em folha de alumínio (baixa temperatura até descongelar, aumentando em seguida) ou no micro-ondas envolto em papel toallha.

Pão doce – não deve ser congelado se tiver recheio de maisena.

Sonho – congelar sem recheio

O congelamento de bolos apresenta bons resultados, especialmente se a cobertura ou recheio for de manteiga, doce-de-leite, geléias ou leite condensado. Sempre descongele dentro da embalagem e sem abrir em temperatura ambiente.

Bolo simples – assar em formas aluminizadas pequenas ou em formas retangulares para cortar em pedaços; embalar frio em bandejas ou recipientes; descongelar ainda embalado em temperatura ambiente ou no forno por 15 minutos envolto em folha de alumínio..

Bolo cobertura – depois de decorado, levar ao freezer sem embalagem; após 2 horas embalar em folha de alumínio ou saco plástico (bolo inteiro) e me fatias, utilizar recipientes herméticos.

Torta – tanto a massa quanto a torta moldada sem assar podem ser congeladas, bem como a torta assada.

Doces – Não devem ser congelados se tiverem recheio de maisena ou cobertura de gelatina

Pizzas – podem ser congeladas com todos os ingredientes ou só os discos já assados e separados por plásticos; quando já preparadas com mussarela e recheios, levar ao freezer por 1 hora antes de embalar individualmente.

Esfiha- congelar pronta, individualmente (como os bifes); descongelar no forno envolta em folha de alumínio.

Pastéis – preparar os pastéis com massa caseira ou pronta , levando ao freezer por 40 minutos; congelar individualmente e armazenar em recipientes herméticos. Retirar 30 minutos antes de fritar (ainda gelados) e usar bastante óleo, sem esquentar muito, fritando um por vez.

Coxinha – mesmo procedimento do item anterior

Croquetes – podem ser congelados fritos ou não; quando fritos, embalar em porções isoladas com papel aderente, saco plástico ou folha de alumínio; descongelar no forno; quando não estiverem fritos proceder como no caso dos pastéis.

Kibe – congelar assado ou frito, embalando em plástico, papel aderente ou alumínio; descongelar no forno.

Sanduíches – evitar recheios de tomate cru, alface, pepino e ovo cozido, pois esses não congelam;embalar individualmente em plástico aderente ou folha de alumínio; descongelar em temperatura ambiente com embalagem.

Tempo de conservação Meses

Pão Doce..........................................................................................3

Pão Recheado..................................................................................... 2

Outros pães.......................................................................................4

Bolo simples......................................................................................8

Bolo decorado …...................................................................................4

Torta crua …......................................................................................6

Pizza (disco).....................................................................................4

Pizza (preparada).................................................................................4

Mussarela ….......................................................................................3

Atum, Camarão, Linguiça...........................................................................1

Esfiha............................................................................................3

Pastéis...........................................................................................3

Coxinhas..........................................................................................3

Croquetes.........................................................................................3

Quibes............................................................................................3

Sanduíches........................................................................................1

Congelamento de ovos Mais

São 3 as modalidades de congelamento de ovos:

Ovo inteiro – retirar da casca e mexer sem formar bolhas com um garfo adicionando para cada ovo uma colher de café de sal ou açúcar conforme a sua utilização posterior. Não esquecer de colocar na etiqueta “com sal ou com açúcar”.

Gema – mexer levemente com um garfo adicionando ½ colher de chá de sal ou açúcar, conforme a sua utilização posterior; levar ao freezer em formas de gelo e retirar os cubos quando congelados e colocar em recipiente herméticos.

Clara – ao natural, utilizando o mesmo processo de armazenamento das gemas.

Obs: As claras não podem ser guardadas no refrigerador, pois desenvolvem a salmonela.

Tempo de conservação (ovo inteiro, gema ou clara): 6 meses


 Descongelamento de ovos


O descongelamento lento em recipientes tampados no refrigerador é o mais indicado.

Para orientação quanto às proporções utilizar a seguinte tabela:

1 ovo inteiro equivale a 3 colheres de sopa

1 gema equivale a 1 colher de sopa

1 clara equivale a 2 colheres de sopa. As claras podem ser batidas ainda geladas.

Congelamento de laticínios Mais

É indispensável que os laticínios a congelar sejam de boa qualidade e que se prazo de validade para consumo não esteja vencido..
 

PREPARAÇÂO


Leite homogeneizado – congele na própria embalagem ou fracionado em porções dentro de recipientes herméticos

Leite fresco – ferver por 10 minutos e resfriar

Manteiga ou margarina – congelar em recipientes herméticos

Queijo – com exceção do queijo fresco tipo mineiro e de ricota que congelam apenas quando usados como ingredientes, os demais congelam perfeitamente em porções de 250g. Embalar duplamente primeiro com papel aderente e em seguida com folha de alumínio ou recipiente hermético.

Queijo ralado - congelar em recipientes herméticos. Não gruda mesmo congelado.

Creme de leite – fresco quando congelado puro vira manteiga e servirá para o preparo de pratos e bolos. É melhor congelar o creme de leite em pratos prontos e sempre em pequenas quantidades

 

Tempo de conservação


Leite …..............4 meses

Manteiga..........6 meses

Queijo …...........8 meses

 

 Descongelamento


Leite – pode descongelar no refrigerador. Em caso de pressa colocar um pouco de leite frio em uma panela e adicionar o leite congelado, deixando em fogo baixo ( se a gordura se separar, bater noliquidificador).

Demais laticínios – descongelamento ideal é no refrigerador.

Congelamento de aves Mais

Se a ave for abatida em casa ou no momento da compra, deverá permanecer por 6 horas no refrigerador antes de ir ao freezer. No caso de ave já resfriada, isso se torna desnecessário. Para congelar uma ave inteira crua, é necessário passar manteiga em sua pele para evitar ressecamento. Os miúdos devem ser retirados e embalados separadamente (preencher a cavidade com papel ou plástico).

No caso de frango a passarinho ou em pedaços, o congelamento pode ser feito individualmente, como no caso dos bifes, em porções isoladas para cada refeição.

O saco plástico é a embalagem mais prática para o congelamento de aves, cujos ossos podem escurecer durante o processo, fato que não interfere no sabor ou qualidade.

 

Tempo de conservação


Frango.....................................................9 meses

Peru.........................................................8 meses

Pato.........................................................4 meses

Codorna..................................................6 meses

Miúdos............................................. 2 a 3 meses

 

Descongelamento de Aves


O descongelamento ideal de aves é o efetuado no refrigerador. Mas se for necessário acelerá-lo, mergulha-se a embalagem num recipiente com água fria.

Para caldos ou sopas, os pedaços podem ser colocados ainda congelados na panela com água fria. Para assar, levar a ave envolvida em folha de alumínio ao forno em baixa temperatura, temperar e levar ao forno em alta temperatura.

Congelamento de vegetais Mais

Os vegetais a congelar devem ser frescos e bem lavados, retirando-se as partes danificadas. Cozinhe como desejar, inteiros ou cortados. Deixe esfriar, coloque em um recipiente hermético, etiquete e congele. Ao utilizar vegetais, mantenha-os na geladeira até a hora da preparação.

FASES DA PREPARAÇÃO

1.Branquear(escaldar)
Branqueamento preserva o sabor, a cor, do alimento e consiste em mergulhar os vegetais em água fervente, retirando-os com uma peneira. Os vegetais deverão ficar imersos em água fervente pelo tempo indicado na tabela a seguir. A mesma água pode ser usada para até 8 porções do mesmo tipo de vegetal, aguardando levantar a fervura antes de mergulhar nova porção (para vegetais diferentes é necessário trocar a água).

2.Resfriar
Utilizando uma peneira, passar primeiramente os vegetais em água fria corrente e em seguida mergulha-los em um recipiente com gelo

3.Secar bem, embalar e etiquetar
 

Tabela para branquear e resfriar vegetais

 

Aipo........................................................................4 min.

Abóbora cortar em pedaços.........................................3 min.

Abobrinha -cortar em pedaços.......................................2 min.

Acelga-folhas..............................................................2 min

Alcachofra -branquear com água e limão...........................8 min

Alho Poró..................................................................4 min

Almeirão...................................................................2 min

Aspargo....................................................................4 min

Beterraba - inteira, tamanho médio.........................................8 min

Berinjela..................................................................4 min

Cenoura inteira............................................................5 min

Chicória...................................................................2 min

Chuchu.....................................................................3 min

Mostarda...................................................................2 min

nabo.......................................................................5 min

Pimentão...................................................................2 min

Quiabo......................................................................3 min

Repolho.....................................................................2 min

Tempo de conservação dos vegetais branqueados: 10 meses

Em pratos prontos, permanecem conservados por 3 meses.

Comer bem faz bem Mais

Além de aprender a fazer boas receitas, digo boas no sentido técnico da palavra em que a comida sairá mais saborosa, é importante pensar também em outros aspectos das receitas. Comer bem nos dias atuais vai muito além do sabor de um bom prato, é claro que quanto mais saboroso for o prato, como as Receitas da Vovó, mais você desejará consumi-lo, mas a alimentação deve ser pensada também nos aspectos da saúde.
 

Cuidado com o excesso de peso
 
 

No mundo, e principalmente no Brasil, o número de obesos vem crescendo de forma assustadora, os dados crescem a cada ano. Além de aumentar o número de obesos, aumenta-se o número de doenças correlacionadas à obesidade e que são muitas por sinal. Também o número de crianças e adolescentes obesas tem crescido assustadoramente. Além da prática de exercícios físicos uma alimentação balanceada e saudável é importantíssimo.
 

Aprender receitas e fazê-las é uma boa dica para saúde


No mundo atual comemos muito os alimentos fast food, que uma boa tradução seria os alimentos já prontos, muitas vezes industrializados e isso não é bom. Fazer receitas em casa muitas vezes é muito mais saudável isso porque você escolhe os alimentos e os temperos. Quando por exemplo pedimos um hambúrguer em uma lanchonete estamos ingerindo muito sal e gordura saturada. Quando preparamo um hambúrguer em casa temos a opção de colocar alimentos mais saudáveis e tão apetitosos quanto.

Com o avanço da ciência estão descobrindo várias funcionalidades para muitos alimentos e com isso hoje temos mais consciência da importância dos alimentos e quais alimentos são melhores para determinado problema ou questão. Se você quer ganhar massa muscular, por exemplo, quando entra em uma academia, há determinados tipos de alimentos que devem ser mais ingeridos como carne, que contém muita proteína e que ajuda na obtenção de massa magra.

 

Conhecimento também é importante


Então comer passa pelo conhecimento, devemos conhecer os alimentos e e que tipos de nutrientes eles contêm, é claro que ninguém precisa ser um nutrólogo e saber tudo sobre os alimentos, decorar tabelas inteiras, para isso existem os livros e o Receita de Vovó. Veja essa pequena tabela que mostra os nutrientes de alguns alimentos que poderá auxiliar rumo a uma alimentação saudável:
 

Tabela de alimentos e seus respectivos nutrientes


Abóbora: rica em vitamina A e fonte de vitaminas B1 e B2, cálcio, fósforo e potássio.

Abobrinha: rica em vitamina B1, fonte de vitaminas A e B2, cálcio, fósforo e potássio.

Alface: rica em vitamina A, fonte de vitaminas B1 e B2, potássio, cálcio e fósforo.

Alho: destaca-se pela presença de vários antibióticos naturais e agentes anticoagulantes. A ciência moderna investiga seus efeitos nas doenças cardiovasculares, câncer, inflamações e infecções. É rico em vitamina B1 e fósforo, fonte de vitaminas B2 e C, potássio e cálcio.

Amêndoas e nozes: fontes de selênio e vitamina E, têm importante ação antioxidante.

Batata-doce: é mais rica em fibras que a batata-inglesa, fonte de vitaminas A, B1, B2 e C, fósforo, cálcio e potássio.

Berinjela: fonte de vitaminas B1 e B2, fósforo e potássio.

Beterraba: fonte de vitaminas B1, B2 e C, cálcio, fósforo e potássio.

Brócolis: fonte de vitaminas A e C, cálcio e ferro. • Caju: fonte de vitaminas A, B1, B2 e C, potássio,
fósforo, cálcio e ferro.

Caqui: fonte de vitamina A.

Cebola: fonte de vitaminas B1e B2, potássio, cálcio e fósforo.

Cenoura: rica em vitamina A e em betacaroteno, importante precursor da vitamina A, fonte de vitaminas B1, B2, fósforo, cálcio, potássio e fibras.

Coco: fonte de vitaminas B1e B2, potássio, cálcio, fósforo e ferro.

Couve-flor: fonte de vitaminas B1, B2 e C, potássio, cálcio e fósforo.

Ervilha: rica em potássio, fonte de vitaminas A, B1, B2 e C, cálcio, fósforo, ferro e fibra.

Gengibre: fonte de vitaminas A, B1 e B2, potássio, cálcio, fósforo e ferro.

Goiaba: fonte de vitaminas A, B1, B2 e C, cálcio, fósforo, potássio e fibras.

Laranja: fonte de vitaminas A, B1, B2 e C, potássio, cálcio, fósforo e fibras.

Leite e derivados: fontes de vitamina B2 e cálcio.

Limão: fonte de vitaminas B1, B2 e C, potássio, cálcio, fósforo e fibras.

Maçã: fonte de vitaminas B1 e B2, potássio e fibras.

Maracujá: rico em fibras, fonte de vitaminas A, B2 e C, potássio, fósforo, cálcio e ferro.

Morango: fonte de vitaminas B1, B2 e C, cálcio, fósforo, potássio e fibras.

Ovo: fonte de vitaminas A, B2, D e E.

Palmito: fonte de cálcio.

Peixe: rico em ômega-3. O consumo do ácido graxo ômega-3 tem importante aplicação nas doenças cardiovasculares, depressão e desordens da pele.

Pêssego: fonte de vitaminas A, B1 e B2, potássio, fósforo e fibras.

Pimentão: fonte de vitaminas A, C, B1, B2 e fósforo.

Rabanete: fonte de vitaminas B2 e C, potássio,
cálcio e fósforo.

Salsa: rica em vitamina A, fonte de vitaminas B1, B2 e C, potássio, cálcio e ferro.

Tomate: fonte de vitaminas A, B1, B2 e C, fósforo e potássio. É uma das maiores fontes de licopeno, substância que tem sido amplamente estudada e relacionada à prevenção de câncer.

Uva: fonte de vitaminas B1, B2 e C, potássio, cálcio e fósforo.

Enfim...

A partir dessa pequena tabela você montar um cardápio variado para o seu dia a dia e também pesquisar os benefícios de cada nutriente, pois não é nosso objetivo no momento, quem sabe em outro texto falaremos disso. E não se esqueça, você é o que você come.

Dieta da USP Mais

A dieta da USP mais conhecida como dieta de emergência, tem sido uma ótima forma de dar início a um processo de emagrecimento.  A dieta que promete secar 700 g por dia.Essa dieta não é uma dieta que deve ser seguida por meses, as pesquisas indicam que ela deve ser seguida no máximo 15 dias.Pensando em nós mulheres que vivemos desesperadas para perder uns quilos a mais vou deixar aqui para vocês leitoras o cardápio completo.

Primeiro dia


Manhã: Café preto sem açúcar, com adoçante.

-Almoço: 2 ovos cozidos e ervas a desejar.

-Tarde:2 maças pequenas

-Jantar: salada de alface com pepino e rúcula à vontade.

Segundo Dia


Manhã: Café com  2 bolacha cream-craker

-Tarde:1 pera e 1 banana
-Almoço: 1 bife de frango grande grelhado e salada de alface a vontade
-Jantar:3 fatias de presunto e salda de tomate

Terceiro Dia


Manhã: 1 banana e meia maça
Almoço: 2 ovos cozidos, salada de vagem e pepino

Tarde: 1copo de leite desnatado e café
Jantar salada de chuchu e cenoura

Quarto Dia


-Manhã: Café com leite  desnatado
-Almoço: 1 ovo cozido, 1 cenoura e 2 fatias de ricota cortada grossa.

-Tarde:1 banana,1 laranja e meia maça

-Jantar: Salada de couve crua e 1 fígado de boi mal passado e bem acebolado

 Quinto Dia


-Manhã: suco de meia cenoura,2 folhas de couve e 1 pedacinho de beterraba.
-Almoço: 2 bifes de frango grelhado e tomate a vontade

-Tarde:1 copo de leite desnatado
-Jantar: um omelete de claras e ervas

Sexto Dia


-Manhã: suco de 1 tomate com 1 laranja sem coar
-Almoço: 1 bife bem grande de fígado com muita cebola e alface

-Tarde:gelatina diet. a vontade com 2 colheres de sopa de aveia.
-Jantar:  salda de  chuchu,cenoura,couve flor e beterraba a vontade.

Sétimo Dia


Manhã: suco de meia beterraba com 1 laranja sem coar
Almoço:1 Bife de boi grelhado folhas a vontade

Tarde: 3 fatias de ricota e chá a vontade
Jantar: comer salada de repolho cru,tomate e pepino a vontade.

Faça essa dieta por duas semanas no máximo e durante o percurso ingira pelo menos por dia 2 litros e meio de água por dia ,é muito importante beber liquido. 

Se pese sempre que puder,é muito bom se durante essa dieta você se pesar diariamente, pois quando você estiver vendo que está perdendo peso,isso vai te dar mais força para continuar.

Boa sorte!

Importância da mastigação Mais

Continuando a reflexão iniciado no nosso artigo Comer bem faz bem, vamos pensar hoje a respeito da importância da mastigação. É isso mesmo, a importância da mastigação. Há pessoas que não pensam que o comer bem e com qualidade é muito mais de que aprender a fazer uma receita.

A nossa alimentação inicia desde a fome que sentimos, passando pela escolha da receita a ser feita e uma dessas etapas é a mastigação que é o início propriamente dito do processo alimentar.

 

Você sabe qual a importância da mastigação?


A mastigação é um processo importantíssimo para nossa vida e consequentemente para nossa saúde, ao mastigar trituramos os alimentos em partículas pequenas que vai facilitar a digestão e absorção dos alimentos, juntamente com a mastigação a saliva desempenha um papel preponderante. A saliva umedece os alimentos e a mastigação tritura em pedaços menores, já na boca a saliva possui uma enzima conhecida como ptialina ou amilase salivar, que já começa o processo de digestão do amido (açúcar complexo).
 

Como deve ser a mastigação?


Muitos especialistas dizem que a alimentação deve ser feita sem pressa, o mais lento possível, pois assim trará alguns benefício entre os quais a sensação de saciedade evitando que comamos uma quantidade maior de comida do que a necessária. Recomenda-se que a cada porção colocada na boca haja no mínimo 30 mastigações antes de engolir, pois assim além de comermos menos também o alimento chegará ao estômago bem mais triturado diminuindo assim a carga de trabalho dele. Um outro benefício de comer devagar e consequentemente comer menos é que isso contribui para diminuição da obesidade.
 

Outros benefícios da mastigação e do comer devagar.


A mastigação adequada contribui para o fortalecimento dos músculos da face

Ajuda a não acontecer a distensão abdominal e a sensação de estufamento e isso

consequentemente favorece a não obtenção de gordura na região, algo tão temido pelas mulheres.

Evita vários desconfortos gastrointestinais como a flatulência (gases), pois ao comer muito rápido a pessoa engole muito mais ar (aerofagia).

Ajuda a sentir melhor o sabor e aroma dos alimentos, e isso pode ajudar a comer menos, pois é comprovado que quanto maior a intensidade do sabor menor a chance de entupir-se de comida.

Comer sem dúvida é um dos maiores prazeres que podemos ter na vida, mas comer bem é um prazer, alimentar apenas para saciar a fome não. Como dissemos antes, comer bem faz bem, em todos os aspectos.

Mitos e verdades sobre o emagrecimento Mais

Sempre temos dúvidas quando o assunto é dieta, por isso hoje vamos saber as cinco respostas para as dúvidas mais frequentes quando o assunto é alimentação
 

1) Beber água em jejum emagrece?


Isso é um mito, á água é essencial para garantir o bom funcionamento dos rins e intestino.O ideal é que se consuma até três litros de água por dia, .mas beber água em jejum não é nenhuma garantia de perda de peso. 
 

2) Comer apenas proteínas emagrece?


Verdade, uma dieta rica em proteínas pode dar um resultado satisfatório bem rápido, mas é importante lembrar que qualquer dieta  tem que ter o acompanhamento médico, até mesmo por que a dieta da proteína corta todos os tipos de carboidrato e o carboidrato é o que da energia para o nosso corpo, então se ela é feita por muito tempo pode ter sintomas indesejáveis.
 

3) Beber líquido durante as refeições engorda?


Mito.Beber água durante as refeições não engorda, mas é indicado que se beba somente 200 ml de água, pois quando bebemos muito liquido enquanto comemos, forçamos o estômago a se dilatar e isso pode provocar um aumento de barriga.
 

4) O Excesso de sal engorda?


Mito.O excesso de sal não engorda, mas ele retém liquido, o que causa inchaço e muitas vezes em consequência o aumento de peso.
 

5)Tirar o açúcar é a forma correta de se emagrecer?


Sim.Cortar o açúcar aumenta quase que 80% a chance de emagrecer.Mas saiba que quando cortamos o açúcar a fome aparece desesperadamente, que o corpo começa a ter necessidade de açúcar, quando ingerimos um doce a glicose do mesmo é metabolizada em menos de 14 minutos causando a vontade de comer.Ao invés de doce prefira uma fruta, a frutose ajuda a dar mais sensação de saciedade e é um açúcar natural.

Obesidade e saúde Mais

Muitos podem pensar que é estranho um site de receitas abordar o tema da obesidade em seus artigos, mas por mais estranho que pareça não é. Fazer receitas, comer bem, não significa que precisamos ficar acima do peso. Como diz o velho provérbio "o equilíbrio se encontra no centro". Com isso queremos dizer que comer podemos e devemos, mas devemos buscar o equilíbrio das coisas.
 

Por que falar de obesidade?


Falar de obesidade hoje é tão ou mais importante que falarmos de comida, infelizmente os dados cada vez mais nos assustam. Dados recentes do Ministérios da Saúde indicam que mais da metade da população brasileira está acima do peso e que cada vez mais a obesidade acontece em pessoas mais jovens. A obesidade não é um fato novo, mas com a crescente nas últimas décadas se tornou problema de saúde pública.
 

Causas da obesidade


Inúmeras são as causas da obesidade, e normalmente estão correlacionadas, difícil separar uma da outra. As causas mais conhecidas e comentadas são:

Obesidade por problemas endócrinos
Fatores genéticos (muitos já acreditam nessa possibilidade)
Fatores culturais
Fatores socioeconômicos
Fatores ambientais
Fatores ligados ao psiquismo
E como combater?

Apesar das causas não serem únicas, todos estão de acordo com algumas coisas para o combate à obesidade. A primeira coisa é cuidar da alimentação, procurar comer com equilíbrio e prazer. Uma maneira de comer e não engordar e comer sentindo prazer, saboreando cada garfada. O obeso, normalmente, tem a dificuldade em comer devagar e saborear o alimento. Não é necessário passar fome, você pode normalmente fazer suas receitas, mas buscar comer o necessário ajuda.

O segundo fator que todos nós sabemos que contribui para manter o peso ideal é a prática de exercícios físicos. Além de queimar calorias nos faz mais felizes.

Procurar ajuda de um profissional é sempre bom como um endocrinologista, nutricionista, psicólogo e educador físico.

Viva bem!

Viva com saúde comendo bem, fazendo as receitas que ache gostosas, mas não seja escravo da comida e nem também refém do esteriótipo de beleza ditado pela mídia. Seja você, seja feliz!

Você já se exercitou hoje? Mais

Cada vez mais as pessoas têm tido a consciência da importância da práticas dos exercícios físicos para saúde. Além de uma boa alimentação balanceada e bem feita, pois de nada adianta comer coisas saudáveis mas não aradar o seu paladar, é bom juntar prazer a coisas saudáveis, a prática dos exercícios físicos é muito importante. Não dúvida hoje o quanto de benefícios os exercícios físicos trazem à saúde. O corpo é uma máquina que precisa de movimento, isso é a chave para viver muitos anos e feliz. Além da saúde física os exercícios físicos também faz muito bem à saúde da mente, pois quando eles são feitos o corpo libera uma substância chamada serotonina que traz a felicidade, o bom humor, o prazer.

Os benefícios do exercício físico são inúmeros, entre eles estão:

Melhora o humor

Combate a depressão

auxilia no controle do peso corporal

Combate um monte de doenças como as cardíacas, diabetes tipo 2, Avc, entre outras

Deixa os músculos mais fortes e resistentes

Melhora a flexibilidade e postura corporal

As pessoas preocupam-se cada vez mais com a beleza do corpo, e o padrão atual de beleza é ser magro e principalmente com corpo torneado com de atletas. Mulheres e homens passam cada vez mais horas e horas na academia em busca do corpo perfeito e isso de certa forma é muito bom. É claro que todo excesso deve ser evitado, mas ter o hábito de se exercitar para tentar queimar as calorias traz benefícios muito além dos estéticos. Boa forma física traz consequentemente a autoestima, pois a pessoa sente-se bem, desejada e isso é bom. Sempre lembrando que a nutrição deve andar lado a lado com a prática de exercícios físicos.

Porque você ainda não começou?

Existem várias práticas que podem ajudar a você exercitar-se, difícil vai ser arrumar alguma desculpa para não iniciar. Muitas coisas são saudáveis para sua saúde como:

Natação

Musculação

Andar de bicicleta

Caminhar

Correr

Aeróbica

Futebol e outros espertes

Artes Marciais e tantas outras coisas mais.

Hoje não tem mais a desculpa que não tem tempo, a maioria das academias funcionam até tarde da noite e também em fins de semana.

 

Cuidado com a tecnologia


Devemos também tomar cuidado para outro fato que ocorrido em nossos dias. Cada vez mais trabalhamos com coisas que não exigem nenhum esforço físico e com isso cada vez mais ficamos sedentários. Tem diminuído os trabalhos que exigem esforços físicos e tem aumentado o uso de computadores e máquinas que faz todo o trabalho sem que precisemos nos esforçar. Poucas pessoas varrem um quintal, capinam um jardim ou mesmo regam uma planta. Os nossos aparelhos eletrodomésticos também tem se modernizado, não fazemos mais nem o esforço de fechar os vidros do carro.
 

Busque um profissional


Não deixe que os confortos da vida pós moderna lhe paralisem, procure um profissional como o médico, um nutricionista e um preparador físico e faça uma avaliação para saber quais exercícios fazer, como se alimentar, a frequência e a intensidade deles. Um profissional para auxiliar é sempre muito bom, pois nos dá confiança de fazermos os exercícios sem medo de consequências ruins. Muitos não têm a possibilidade de pagar esses profissionais, pelo menos um médico é que a pessoa procure para saber se a pessoa tem capacidade fazer os exercícios, de qualquer forma e sempre bom iniciar de forma lenta e gradativa, nunca extrapolar seus limites, a menos que isso seja uma orientação de um profissional que o acompanhe. Uma última dica é de nunca se esquecer tomar água, tomar água é de suma importância principalmente para quem está exercitando-se. Comece hoje mesmo a mexer esse esqueleto e viva melhor

Devo esperar ter sede para beber água? Mais


Eis uma questão que ainda há debates em torno. Muitos acreditam que deve-se beber água apenas ao sentir sede, mas ainda a maioria dos médicos e estudiosos sobre assunto é unânime em dizer que tal atitude é errada. Para os que defendem a ideia de beber água sempre esperar o corpo dá sinais de que precisa de água é um risco, pois quando chega a esse ponto significa que a pessoa já está desidratada e em alguns caos pode ser até perigoso. Nos idosos, por exemplo, quando o corpo deles chegam ao limite de falta de água corre-se o risco de baixar a pressão arterial.
 

QUAIS OS BENEFÍCIOS DE CONSUMIR ÁGUA REGULARMENTE?


Além de matar a nossa sede, a água traz outros benefícios, a maioria é conhecido por nós, entre elas está na manutenção das funções básicas do organismo, melhorando o funcionamento intestinal, regula a temperatura corporal e promove a revitalização das células, das mucosas e da pele.
 

QUAL A QUANTIDADE QUE DEVE SER CONSUMIDA DURANTE O DIA?


A quantidade de água a ser ingerida diariamente depende de alguns fatores como peso corporal, temperatura regional e tipos de atividades físicas. O comum de se ouvir é que devemos beber em torno de 2 litros de água. A principio é isso mesmo, mas esse valor pode variar segundo:

O peso corporal, quanto mais pesada for a pessoa mais líquido ela deve consumir até por uma questão de lógica, Imagina uma criança de 4 anos ingerindo 2 litros de água, isso seria exagerado.

Outro fator é a região na qual a pessoa vive. Em regiões mais quentes deve-se ingerir mais água, pois o corpo perde mais líquido para manter a temperatura ideal do corpo refrigerando-o.

Outro fator a levar em conta é a quantidade e a o tipo de esforço físico feito por uma pessoa, um atleta profissional , por exemplo, de atletismo provavelmente beberá mais água do que as pessoas que não praticam nenhum exercício, isso porque o exercício físico promove a perda de líquido.

 Não sabemos ainda qual das duas posições adotadas tem razão quanto ao consumo de água, mas sabemos que é indiscutível os benefícios por ela trazido, então beba água regularmente para manter seu corpo hidratado e saudável.

Importância do carboidrato Mais


Ouvimos falar tão mal dos carboidratos que as vezes podemos pensar que ele não tem nenhuma função no nosso organismo. A maioria das pessoas que iniciam dietas para emagrecer sempre corta o carboidrato de sua alimentação, mas afinal para que serve o carboidrato?
 

Importância do carboidrato

O carboidrato exerce diversas funções em nosso organismo, assim como a maioria dos nutrientes que ingerimos no nosso cotidiano. O carboidrato é conhecido principalmente por ser uma das principais responsáveis fontes de energia para o nosso corpo, ele nutre as nossas células do sistema nervoso central. O corpo consegue transformar os carboidratos que ingerimos nos alimentos em glicose que é o “combustível” de nossas células, é por esse motivo que as pessoas que têm diabetes evitam o consumo de carboidratos, pois eles que viram o “açúcar” (glicose) em nosso organismo. Daí podemos concluir que o carboidrato tem muita importância para nós e por isso não deve ser retirado do nosso cardápio, a menos que por uma prescrição médica.
 

O carboidrato e os exercícios físicos


Se é o carboidrato que faz gerar energia para o nosso corpo, podemos concluir que ela é muito importante para nossas atividades físicas diárias e também para nossa prática de esporte. Por causa disso atletas profissionais normalmente ingerem em maior quantidade de carboidrato, sempre supervisionado por uma equipe médica, é claro. Estudos indicam que o uso adequado do carboidrato é capaz de melhorar o desempenho dos atletas. Uma inadequada ingestão desse nutriente, como a falta dele pode causar fadiga e cansaço.
 

Mas qual quantidade consumir?


Cada pessoa tem suas particularidades e por isso o ideal é sempre buscar um profissional para que ele indique as quantidades que pode ser ingeridas diariamente de carboidrato, mas normalmente diz-se que o consumo de carboidrato deve ser em torno de 50% do total das refeições diárias, sendo que pessoas que praticam exercício físicos tendem a ser diferente.
 

Em quais alimentos posso encontrar os carboidratos.


Vários são os alimentos que encontramos os carboidratos, muitas das receitas do nosso site Receita de Vovó contém os alimentos que fornecem carboidrato. Entre eles citaremos os mais conhecidos como: frutas e legumes, granola, mandioca, pães, bolachas e aveia. É claro que essa lista é muito maior. Vale ressaltar que é sempre bom dá preferência ao arroz, pães e bolachas em sua versão integral. Procurem em nossas receitas os alimentos que contém o carboidrato e se delicie com moderação.

Aprenda a desfiar peito de frango de forma rápida Mais

  • Desfiando frango rapidinho
  • Pegue o peito de frango cozido e coloque em uma panela de pressão;
  • Coloque 1 tomate bem picadinho;
  • Coloque tempero verde a gosto picado;
  • Coloque 1 cebola picada;
  • Molhos a gosto;
 
  • Sal e pimenta;
  • Tampe a panela de pressão e sacuda bastante a panela;
  • Abra e você vai se surpreender tudo desfiadinho!!!!!
  • Fica a dica!

Dica para descascar alho rapidamente Mais



8 cabeças de alho
2 Vasilhas do mesmo tamanho
 
Bata a mão bem no centro das cabeças do alho e os dente irão separar um do outro;
Coloque em uma vasilha;
Coloque a outra por cima de forma que não vaze nenhum dente de alho caso movimente;
Chacoalhe por um minuto e pronto!
As cascas estarão soltas do alho!!
 

Dica para controlar a fome e ansiedade Mais


O grande auxiliador do peso e vilão de todas as dietas é a ansiedade;  Normalmente pessoas ansiosa tendem a serem acima do peso, e confunde fome com vontade de comer e ansiedade com muita fome!
Pensando nisso resolvemos deixar aqui algumas dicas de como se livrar desse mal que acompanha muitas pessoas no seu dia a dia;
O mais importante no processo de emagrecer e saber educar o cérebro para que ele compreenda o que é ansiedade e o que é fome de verdade;
Para toda boa educação o que é mais necessário ¿
É necessário ter regras! Então o primeiro passo é comer de três em três horas para acelerar o metabolismo e principalmente, não dar tempo de você sentir fome; Porque pessoas ansiosas quando esperam a fome aparecer para se alimentar, acabam comendo e exesso! Fica essa dica que para mim é uma das mais importante!!!
Sempre coma sentado e experimente comer divagar , dessa forma você vai sentir mais o sabor de cada alimento e vai dar tempo para seu cérebro entender se você já esta ficando satisfeita!
Antes do almoço e o jantar, faça um prato de salada primeiro e coma! E depois vá para o prato principal, além de comer melhor você vai comer bem menos!
Quando colocamos os alimento no prato guardamos o que mais gostamos para comer por ultimo, não faça Isso ! Isso ajuda você a comer muito mais do que deveria, pela ansiedade de chegar logo no que se quer!
Beber água! Além de ajudar na eliminação de toxinas no seu organismo, ela causa saciedade e deixa a pele sempre mais bonita!
Sempre que bater aquele desespero em comer doce, opte por frutas, açúcar vicia ! Então não vai te ajudar em nada e só te atrapalhar!
Para ajudar a tirar o desespero por doces e carboidratos não existe nada melhor do que o erva doce! Então um chá de erva doce. Um suco com algumas folhas de erva doce, vai te ajudar bastante;
Quando se alimentar e sentir aquele desespero de que precisa comer mais e mais, espere uns cinco minutinhos antes de enfiar o pé na jaca! É o tempo que você precisa para entender que já está satisfeito!
Aprenda a respirar, escute o som da sua respiração, procure prestar mais atenção as coisas em sua volta, assim você vai conseguir achar o equilíbrio!
Boa sorte!

Subir Voltar

Copyright © 2014 - Receita de Vovó

Desenvolvido por: Amaury Gonçalves